Vídeo: PM põe joelho no pescoço de mulher com bebê no colo


Dois policiais militares de Itabira, no interior de Minas Gerais, foram filmados ao prenderem na noite de sexta-feira (5) uma mulher com bebê no colo e um deles aplicou um golpe com o joelho no pescoço, como o que o policial americano matou George Floyd em Minnesota, em maio do ano passado, com imagens que provocaram repúdio generalizado em todo o mundo.

Pessoas que estavam no local reagem e tentam interferir, mas são impedidas pelo outro policial. Depois, uma mulher consegue pegar a criança menor, que chorava muito e batia no braço do policial. A ação aconteceu na avenida João Pinheiro, no centro da cidade, e o vídeo da abordagem policial foi postado pelo jornalista Afonso Borges em sua conta no Twitter, com grande repercussão.

O prefeito de Itabira, Marco Antônio Lage (PSB), se manifestou nas redes sociais, após a repercussão do vídeo.

"As lamentáveis cenas que já circulam em redes sociais e sites de notícias de todo o país precisam ser apuradas com rapidez e rigor. Este não é o procedimento padrão das nossas escolas militares e do Comando Geral da Corporação", diz um trecho da postagem do prefeito.

Citado pelo portal do UOL, o porta-voz da PM-MG disse que o homem que acompanhava a mulher tem anotações criminais por lesão corporal. Em nota, a polícia afirmou que o casal foi preso por porte ilegal de arma de fogo e munições, e que o homem estava com quatro munições de calibre .32. Segundo a PM-MG, a mulher se agarrou a uma criança, usando-a como escudo humano, para impedir a apreensão da arma.

Não é isso que as imagens aparentam mostrar.

Confira as imagens do vídeo postado pelo jornalista Afonso Borges e, em seguida, a postagem do prefeito de Itabira.


Ganhe_Ate_300x250px.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
Aumentou_728x90px.gif