Violência: Niterói participa de conferência internacional

O município de Niterói participou, nesta terça-feira (25/1), de uma conferência internacional sobre redução da violência em áreas urbanas. O evento online foi promovido pela organização “Peace in Our Cities” (Paz em Nossas Cidades), uma rede crescente de 22 cidades e 30 parceiros comunitários e internacionais que trabalham em conjunto com o objetivo de reduzir a violência nas cidades pela metade até 2030.

Divulgação / Prefeitura de Niterói

A “Peace in Our Cities” cria intercâmbios concretos para reduzir os níveis de violência nas cidades que integram a organização. Niterói foi a primeira cidade do Brasil a fazer parte desta rede internacional, em maio de 2021.


O prefeito de Niterói, Axel Grael, participou do painel “Cidades no tabuleiro da Política Global: soluções para a redução da violência”, com prefeitos, ex-prefeitos e especialistas internacionais. Ele apresentou ações que fizeram Niterói reduzir os níveis de violência em 48% entre 2018 e 2021.


“Segurança deixou de ser uma responsabilidade apenas dos governos estaduais e federal. As cidades também precisam ser protagonistas neste tema com inteligência, tecnologia e articulação. A redução dos índices de criminalidade em Niterói é fruto de um trabalho integrado entre forças de segurança e o Pacto Niterói Contra a Violência, um conjunto de 18 ações que vão além da atuação policial”, disse o prefeito. O Pacto Niterói Contra a Violência tem um investimento de R$ 304 milhões.


Axel Grael mencionou iniciativas importantes para reduzir a criminalidade em Niterói como a criação do Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp) com suas câmeras de vigilância, assim como o sistema de cercamento e rastreamento eletrônico. No entanto, o prefeito fez questão de citar o programa Jovem EcoSocial, uma das ações do Pacto Niterói Contra a Violência.


A iniciativa promove a inclusão social de forma qualificada, desenvolve habilidades sociais e competências profissionais por meio de capacitação técnica.


“Esses jovens vivem em áreas mais vulneráveis e recebem capacitação profissional para entrar no mercado de trabalho. Precisamos manter esses jovens no caminho correto e isso acontece com oportunidades”, disse Axel Grael. O Jovem EcoSocial começou em outubro de 2019 e atende jovens entre 16 e 24 anos de 11 comunidades de Niterói.


O prefeito encerrou a participação na conferência ao dizer que violência urbana não é uma questão apenas dos governos, mas de toda a sociedade, e que é fundamental ouvir a voz e os anseios dos moradores das áreas mais vulneráveis.


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói


Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg