Viúva de homem assassinado cria site cobrando justiça


Foto: Reprodução

Luziane Teófilo, viúva de Durval Teófilo, assassinado em fevereiro deste ano pelo vizinho, criou um site para pedir justiça pela morte do marido. Ele foi morto a tiros pelo sargento da Marinha Aurélio Alves Bezerra, quando chegava em sua casa, no bairro Colubandê, em São Gonçalo. O militar disse que confundiu a vítima com um bandido.


A criação do site contou com apoio do advogado da família e a cunhada de Luziane, irmã de Durval. A petição é uma forma de protestar contra a decisão do desembargador Cairo Ítalo França David, da 5º Câmara Criminal, que determinou, no último dia 10, que o militar pode esperar pelo julgamento em liberdade.


Durval Teófilo Filho, de 38 anos, foi baleado pelo vizinho quando chegava em casa por volta das 23h, na Rua Capitão Juvenal Figueiredo, no Colubandê. O sargento da Marinha, Aurélio Alves Bezerra, chegou a socorrer Durval para o Hospital Estadual Alberto Torres, mas ele não resistiu. À PM, Aurélio disse que viu um homem se aproximando de seu veículo “muito rápido”, e por isso teria atirado.

300x250px.gif
728x90px.gif