top of page

YouTube suspende canal de Trump por incitação à violência


(Fotos Públicas)

O YouTube removeu diversos vídeos publicados pelo canal oficial de Donald Trump, limitando a possibilidade de publicação de novos conteúdos durante ao menos uma semana. O principal argumento da rede social é de que o presidente dos Estados Unidos violou reiteradamente normas do YouTube sobre incitação à violência.

"Depois de uma revisão cuidadosa, e ante preocupações sobre a potencial continuação da violência, removemos o novo conteúdo publicado pelo canal de Donald J. Trump e emitimos um 'strike' [suspensão] por violar nossas políticas sobre incitação à violência", comunicou o YouTube, citado pela Axios.

"Como resultado, de acordo com nosso tradicional sistema de 'strikes', agora o canal está impedido de publicar novos vídeos ou realizar transmissões ao vivo por um mínimo de sete dias, podendo o prazo ser prorrogado", indicou a rede social.

As contas de Trump no Twitter, Facebook e Instagram já tinham sido bloqueadas por tempo indeterminado, depois que seus seguidores invadiram o Capitólio, em Washington.

Nesta terça-feira (12), o Twitter anunciou o bloqueio de forma definitiva de "mais de 70 mil contas" do movimento QAnon, de extrema direita, ligado ao presidente Donald Trump.

Além disso, a Google e a Apple eliminaram de suas lojas o aplicativo Parler, popular entre a extrema direita norte-americana. Depois desta decisão, Trump, assim como o presidente brasileiro Jair Bolsonaro, passaram a convocar seus seguidores a usarem a rede social recém banida.

Comments


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page