728x90_2.gif

Aprendiz Musical abre edital para a nova Orquestra Jovem de Niterói


O Programa Aprendiz Musical, mantido pela Prefeitura de Niterói, por meio da Fundação de Arte de Niterói (FAN) e da Secretaria Municipal de Educação, abre edital, entre 1 e 20 de julho de 2021, para formação da nova Orquestra Jovem de Niterói. Serão 30 vagas, sendo 20 delas com direito à bolsa-auxílio, no valor de R$600 mensais. As vagas por instrumentos são para violino, viola, violoncelo, baixo acústico, flauta, clarinete, oboé, fagote, trompa, trompete e trombone. O resultado será divulgado no dia 31 de julho.

Divulgação / Prefeitura de Niterói

O interessado deve ter entre 15 e 23 anos, possuir instrumento musical, dominar a técnica do instrumento e a execução musical, ter um celular ou computador com câmera e acesso à internet, além de habilidade em gravar vídeos.


As inscrições devem ser realizadas em duas etapas. A primeira será por meio de formulário eletrônico disponível aqui.


Cada candidato deverá preencher um formulário com seus dados. Caso seja menor de idade, deverá também completar com os dados de seu responsável legal. Após a realização da primeira etapa, deverá enviar dois vídeos para a Prova de Admissão para o e-mail:

aprendizmusica.secretaria@gmail.com, como o seguinte assunto: “Nome completo do candidato - instrumento - vídeos da prova de admissão 2021”.


"Niterói é um município referência em Cultura e o Projeto Aprendiz Musical, considerado um dos maiores programas socioculturais de educação musical ativos no país, é realizado na cidade de Niterói desde 2001. O lançamento da 'Orquestra Jovem de Niterói' será mais uma oportunidade para os jovens e adolescentes que buscam seguir o caminho da música na cidade", destaca o presidente da Fundação de Arte de Niterói, Marcos Sabino.


A Orquestra Jovem


A Orquestra Jovem de Niterói é fruto do Aprendiz Musical, Programa da Prefeitura Municipal de Niterói que, há 20 anos, promove educação musical nas escolas da Rede Municipal da cidade e busca estimular o aprimoramento das habilidades técnicas e artísticas de seus integrantes. A participação no conjunto visa, ainda, fomentar a leitura e a compreensão das formas e estruturas musicais (solfejo, leitura rítmica e análise harmônica), que podem contar com suporte em aulas de teoria e percepção musical, bem como a performance, incluindo aspectos relacionados à estética, a estilos e à história da música.

Divulgação / Prefeitura de Niterói

A prática de repertório do conjunto orquestral será sob a condução de profissionais especializados e prevê a participação de alunos e conjuntos em eventos como festivais, encontros, recitais e concertos. Além de fazer música, o objetivo principal da Orquestra é capacitar os jovens para o ingresso e a formação em cursos de música, em outras orquestras e instituições de ensino superior, incentivando a inserção no mercado de trabalho.


Para 2021, a OJN tem a proposta de ser virtual, enquanto não estiverem autorizados os encontros presenciais. Assim, durante o período de distanciamento social, o objetivo musical será a produção de vídeos com o repertório, que será arranjado especificamente para esse fim, de modo que os integrantes do conjunto produzam materiais interessantes e divertidos, tanto para eles próprios quanto para o público que terá acesso às produções, por meio das redes sociais do Aprendiz Musical e da Prefeitura.


A Orquestra Jovem terá como sede o Teatro Popular Oscar Niemeyer, com ensaios previstos no local, duas vezes por semana. Haverá ainda dois encontros semanais online, enquanto vigorarem as medidas de isolamento social.


O edital e outras informações podem ser encontrados nos sites: www.culturaniteroi.com.br e www.aprendizmusica.com.br.


O Aprendiz Musical


Considerado um dos maiores programas socioculturais de educação musical ativos no país, o Aprendiz Musical é realizado na cidade de Niterói desde 2001 e leva para as escolas municipais aulas gratuitas de iniciação musical, canto coral e prática de instrumentos de cordas, sopros e percussão. Desde 2011, sua gestão é feita pelo IMMuB.


Fonte: Departamento de Imprensa SMC/FAN