Argentina fecha fronteiras contra novo estouro de Covid


Aeroporto de Buenos Aires (Foto: Reprodução)

O governo da Argentina determinou nesta sexta-feira (8) o fechamento das fronteiras e recomendou que seus cidadãos suspendam as viagens ao exterior devido ao significativo aumento nas infecções pelo novo coronavírus no país.

"Se estabeleceu a proibição de entrada em território nacional de estrangeiros não residentes no país através de portos, aeroportos, cruzamentos internacionais, centros de fronteira e qualquer outro ponto de acesso, até 31 de janeiro de 2021", informou o executivo argentino no Diário Oficial.

De acordo com as autoridades argentinas, a saída e a reentrada no país implicarão na aceitação das condições sanitárias e migratórias do país de destino e da República Argentina no retorno, assumidas as consequências sanitárias, jurídicas e econômicas envolvidas.

Mais cedo, o presidente Alberto Fernández divulgou um decreto que permite aos governadores restringir as atividades noturnas para evitar a aceleração do contágio do novo coronavírus dentro do país.

O governo de Buenos Aires decidiu reduzir de 20 para 10 o número de pessoas em eventos sociais noturnos tanto em espaços abertos como fechados. O governo mapeou os 76 locais onde foram registradas as maiores concentrações de pessoas, entre centros gastronômicos e espaços públicos na cidade. As medidas valem a partir da meia noite de domingo (10), e incluem as atividades comerciais, gastronômicas, culturais e de entretenimento, que devem encerrar da 1h às 6h da manhã, com exceção das farmácias, deixando o transporte público reservado apenas para os trabalhadores que realizam tarefas essenciais e demais autorizados.

As medidas ocorrem num momento em que a capital argentina passou de uma média de 350 casos diários de Covid-19 para uma média de 940 casos nesta sexta-feira.

​O Centro de Recursos do Coronavírus da Universidade Johns Hopkins aponta a Argentina como o 12º país mais afetado pela Covid-19 atualmente, com 1.690.006 casos e 44.122 óbitos relacionados à doença.

300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
728X90px (2).gif