Bacalhau é patrimônio cultural e imaterial de Niterói


Foto: Divulgação

Prato típico em diversos restaurantes de Niterói, o bacalhau foi declarado patrimônio cultural e imaterial da cidade, em decisão publicada no Diário Oficial nesta quinta-feira (14/10). O projeto de lei é de autoria do vereador Fabiano Gonçalves (Cidadania) e foi sancionado pelo prefeito Axel Grael (PDT).


Ainda existe muita gente que desconhece a origem do bacalhau e, por conta disso, acredita que se trata de um peixe. No entanto 'bacalhau' é o nome do processo no qual peixes específicos são submetidos a um processo de salga e secura. Esses peixes específicos somente podem ser das espécies Gadus morhua, Gadus macrocephalus e Gadus ogac.


Em seu projeto de lei, o autor da proposta, vereador Fabiano Gonçalves, afirma que o bacalhau é um dos insumos utilizados para os petiscos e pratos mais charmosos do município.


"O produto é adotado como referência para diversos empreendimentos gastronômicos em Niterói, além de representar muito bem a gastronomia portuguesa e sua enorme comunidade enraizada na cidade desde sua fundação", afirma Fabiano.


De acordo com o projeto do vereador Fabiano Gonçalves, a Semana do Bacalhau será celebrada de 15 a 22 de novembro de cada ano, mesmo período de comemoração do aniversário do município.


"Além da questão cultural, podemos adentrar na questão econômica e turística, pois atrairá milhares de pessoas para conhecer os pratos e restaurantes mais famosos de Niterói", declara o vereador.


A lei também prevê que a prefeitura ainda poderá promover concursos para a escolha do “prato da cidade”, bem como realizar feiras gastronômicas para exacltar o prato.

300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
728X90px (2).gif