Câmara aprova convocar Guedes sobre offshore milionária


(Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Por 310 votos a favor e 142 contrários, a Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (6) a convocação do super-ministro da Economia, Paulo Guedes, para comparecer no plenário e prestar esclarecimentos sobre a offshore de cerca de R$ 51 milhões mantida nas Ilhas Virgens Britânicas, paraíso fiscal usado comumente para lavar dinheiro e sonegar impostos. A sessão ainda não tem data marcada, mas poderá ocorrer na próxima semana.

A revelação sobre a offshore do super-ministro, cuja pasta engloba também os antigos ministérios da Fazenda e do Planejamento e do Comércio Exterior, foi feita pelo projeto Pandora Papers, do Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ), cujos parceiros no Brasil são a revista Piauí e o site Poder360. O vazamento também apontou uma offshore no exterior em nome do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto.

O presidente Jair Bolsonaro até agora não se pronunciou sobre as revelações envolvendo a cúpula econômica do governo.

Duas comissões da Câmara já haviam aprovado a convocação de Guedes: do Trabalho, Administração e Serviço Público; e de Fiscalização Financeira e Controle. O Senado também aprovou na terça-feira um convite para Guedes e Campos Neto prestarem esclarecimentos.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) também protocolou uma notícia-crime no Supremo Tribunal Federal (STF) para que seja solicitado que a Procuradoria-Geral da República (PGR) peça "a abertura de investigação preliminar, consequente instauração de inquérito e eventual posterior denúncia com vistas à persecução criminal" contra Guedes e Campos Neto.

Oposição: 'corrupção' e 'fome'

"O Brasil tem um ministro da Economia que lucra com a alta do dólar e tem milhões num paraíso fiscal para não pagar impostos. Essa é a dimensão do absurdo. Paulo Guedes está fazendo fortuna com a desgraça do povo brasileiro. O nome disso é corrupção", tuitou o deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ).

O parlamentar ainda acrescentou, pouco depois: "A fortuna de Paulo Guedes está crescendo em cima da pobreza dos brasileiros. Qualquer declaração do ministro da Economia pode provocar o aumento do dólar e o encarecimento da comida. Para Guedes isso é lucro, para o povo é fome."

O líder da oposição, deputado Alessandro Molon (PSB-RJ), chegou a anunciar o resultado da votação na Câmara.

"URGENTE! GUEDES VAI TER QUE SE EXPLICAR! Acaba de ser aprovado nosso requerimento de convocação de Paulo Guedes sobre a sua offshore em paraíso fiscal. Enquanto o dinheiro do ministro rende em dólar, o povo passa fome diante da inflação e do desemprego", tuitou.

Molon afirmou que “o Parlamento brasileiro tem o direito e o dever de cobrar explicações do ministro da Economia”. “Nós queremos saber por que ele mantém os recursos pessoais em moeda estrangeira, em dólar, enquanto a economia do País afunda”, disse.


Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg