728x90_2.gif

Chefão do tráfico desafia polícia e comemora aniversário em SG


Foto: Reprodução/Redes Sociais

O traficante Antônio Ilário Ferreira, o "Rabicó", um dos principais líderes do Comando Vermelho (CV) em São Gonçalo, completou 57 anos na última terça-feira (15/6). Para comemorar, traficantes do Complexo do Salgueiro, principal reduto da facção criminosa na cidade, soltaram balões, fogos e dispararam centenas de tiros para o alto durante a madrugada.


Rabicó e o Comando Vermelho desafiam as policiais civil e militar do estado do Rio e planejam realizar uma semana inteira de comemorações pelo aniversário do "Coroa", como o traficante também é conhecido. No próximo sábado (19/6), está previsto para acontecer no Salgueiro um grande baile funk de celebração.


Nas redes sociais, viralizaram vídeos que mostram pessoas acompanhando a queima de fogos e balões, com a inscrição 'G8', denominação com a qual o grupo criminoso é conhecido. Também nas redes sociais, um perfil do Twitter, ligado ao tráfico do local, publicou que essa semana "São Gonçalo vai parar", fazendo referência aos diversos eventos que ocorrerão nas comunidades controladas pelo grupo.


Além de comemorar o aniversário do traficante, a festa servirá para reunir as principais lideranças do Comando Vermelho (CV) de São Gonçalo. Alessandro Luiz Vieira Moura, o Vinte Anos, Ricardo Severo, o Faustão, e Rayane Nazareth Cardoso da Silveira, conhecida como 'Hello Kitty', nomes que possivelmente participarão das celebrações.


Preso em 2008 em Pernambuco, onde comprou uma casa para viver com a família, Rabicó levava uma vida como empresário do setor de reciclagem, segundo as investigações da polícia. Ele foi condenado a mais de 27 anos de prisão e transferido para uma unidade de segurança máxima em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul.


Considerado um dos criminosos mais perigosos de São Gonçalo, foi beneficiado com uma liminar concedida pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em 2019, permitindo que aguardasse em liberdade o pedido de recurso diante do processo que o mantinha preso. Solto desde então, Rabicó ainda mantém sua posição de principal liderança do tráfico no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo.


Atualmente, o Disque-denúncia paga R$ 1 mil para quem der informações a respeito da localização do traficante.


Em nota, a Polícia Militar afirmou que "a denúncia foi encaminhada ao comando do 7º BPM (São Gonçalo) para apreciação e tomada de medidas cabíveis." A corporação ainda sugeriu que "seria importante que tal comunicação fosse oficializada por denunciantes em delegacia, para a condução de um procedimento investigativo".