Codim apoia luta pela mulher negra latino-americana e caribenha

No mês de julho, a equipe do eixo Diversidade da Coordenadoria de Políticas e Direitos das Mulheres (Codim) da Prefeitura de Niterói promove uma série de atividades virtuais em campanha pela luta da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha. Os eventos serão online devido às restrições da pandemia do coronavírus.

Foto: Marcello Casal Jr./ Agência Brasil

O Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha, que é celebrado em 25 de julho, relembra o marco internacional de luta e resistência da mulher para reafirmar a necessidade de enfrentar o racismo e o sexismo vivido até hoje por mulheres que sofrem com a discriminação racial, social e de gênero.


Em Niterói, o município instituiu a lei 3380, de 17 de dezembro de 2018, que coloca o dia 25 de julho no calendário da cidade. Neste sentido, a Codim promove e fomenta ações específicas com objetivo de dar visibilidade a luta histórica das mulheres negras e suas demandas atuais.


A coordenadora da Codim, Fernanda Sixel, enfatiza que a campanha busca dar visibilidade a pauta das mulheres negras, considerando suas demandas e vivências. Ela destaca que, de acordo com dados da Organização das Nações Unidas (ONU), dos 25 países com os maiores índices de feminicídio do mundo, 15 ficam na América Latina e no Caribe, e os dados estão cada vez mais alarmantes.


“Vivemos em uma sociedade, infelizmente, desigual e preconceituosa. Em Niterói, estamos trabalhando, cada vez mais, para fomentar ações que protejam as mulheres. A campanha deste mês convida a sociedade à reflexão, a percepção da desigualdade e a necessária construção de políticas públicas que reconheçam a mulher negra e, de fato, atendam a diversidade feminina”, afirma Fernanda Sixel.


A campanha terá atividades no Instagram da Codim, na página @mulheresniteroi e contará com lives, rodas de conversa e vídeos sobre o tema. A única atividade presencial será a primeira exposição da Codim, “Mulheres Negras da Nossa História”. A visitação será guiada por um representante da Coordenadoria e deverá ser previamente agendada, seguindo todos os protocolos sanitários.


Quem quiser visitar a mostra deve enviar um e-mail paracodimniteroi@gmail.com, informando nome completo, idade, bairro que reside e a data que pretende ir. O agendamento também pode ser feito pelo telefone (21) 98321-0548.


A programação inclui, ainda, a 3ª edição do Círculo Feminino, que trará atividades para lideranças femininas comunitárias de Niterói, e a reinauguração do Centro Especializado de Atendimento à Mulher (Ceam), com apresentação de danças africanas e roda de conversa para as equipes que trabalham no espaço e mulheres atendidas no local. Essas atividades presenciais serão com número limitados de pessoas por conta das restrições em função da pandemia e com o objetivo de evitar aglomeração.


Confira


10/07 - 10h às 13h - Feira Virtual Negras Potentes


13/07 - 19h - Codim Convida Íris Amâncio.

Tema: “Empoderamento feminino”


15/07 - 1ª Exposição Codim: Mulheres Negras da nossa história

É necessário agendamento prévio


15/07 - 14h - 3ª Edição do Círculo Feminino para lideranças comunitárias

Atividades presenciais terão número limitado de participantes


20/07 - 19h - Codim Convida: Cris Pantoja

Tema: “Superando preconceitos e estereótipos acerca da cultura indígena”


26/07 - Reinauguração do Ceam Neuza Santos

Atividades presenciais terão número limitado de participantes


30/07 - Webinário "Mulher e inovação na vida política"


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói


300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg