Com medo de nova cepa, Reino Unido se fecha para o Brasil


O ministro dos Transportes do Reino Unido afirmou nesta quinta-feira (14) que estão proibidas as entradas no país de pessoas vindas de Brasil e seus vizinhos, além de Portugal, por causa do medo de uma nova variante do novo coronavírus detectada no Amazonas e que já alarma cientistas. A decisão foi anunciada após uma reunião de gabinete em que foram discutidas as informações fornecidas por especialistas do Grupo Consultivo de Ameaças de Vírus Respiratórios Novos e Emergentes (Nervtag).

Tomei a decisão urgente de proibir chegadas da Argentina, Brasil, Bolívia, Cabo Verde, Chile, Colômbia, Equador, Guiana Francesa, Guiana, Panamá, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela - a partir de amanhã, 15 de janeiro às 4h, após a evidência de uma nova variante no Brasil", escreveu Grant Shapps, em sua conta no Twitter.

No caso de Portugal, incluído na lista "pela forte ligação que tem com o Brasil", segundo o ministro britânico, haverá uma exceção para o transporte de bens essenciais.

Ainda de acordo com o ministro, cidadãos britânicos, irlandeses e estrangeiros com direito de residência ainda poderão viajar, mas os passageiros que retornarem desses destinos devem se isolar por dez dias junto com suas famílias.

Além disso, a partir desta segunda-feira, quem chegar ao Reino Unido deverá apresentar teste negativo realizado até 72 horas antes da viagem.

Preocupação com as novas variantes

Nesta quarta-feira, o primeiro-ministro Boris Johnson expressou "muita preocupação" com a nova mutação. “Estamos adotando medidas adicionais para garantir que quem vem do Brasil seja controlado e, de fato, deter quem vem do Brasil”, disse.

O cancelamento de voos para evitar a propagação dessas mutações é uma medida que está sendo aplicada em cada vez mais países.

Além da Argentina, vários países da América Central e do Sul também já restringiram viagens do Reino Unido, incluindo Chile, El Salvador, Guatemala e Panamá.

300x250_QuatroRodas.gif
728x90_PorqueArCondicionado.gif