Cultura de Niterói investe em ações para fortalecer setor


O prefeito de Niterói, Axel Grael, e o secretário municipal das Culturas, Leonardo Giordano, se reuniram nesta sexta-feira (23), de forma virtual, com os 50 representantes dos projetos contemplados no edital de Retomada Econômica do Setor Cultural. Cada um dos projetos selecionados vai receber R$ 20 mil, totalizando R$ 1 milhão para a cultura de Niterói. A iniciativa tem o objetivo de minimizar o impacto econômico da pandemia para os trabalhadores da cultura.

Foto: Douglas Macedo / Prefeitura de Niterói

Foram mais de 800 projetos inscritos. Oitenta e cinco por cento dos bairros de Niterói participaram do edital e 21 bairros tiveram projetos escolhidos. Cinquenta e oito por cento das empresas selecionadas possuem representantes legais mulheres e 46% possuem representantes legais negros. Além disso, os projetos abrangem 14 tipos diferentes de linguagens culturais (quadrinho, circo, memória, arte urbana, carnaval, música, teatro, etc).


O prefeito Axel Grael afirmou que, mesmo dentro do contexto da pandemia, é preciso manter a atividade cultural vibrante. Ele lembrou que Niterói é hoje uma das cidades que mais investem em cultura no país.


“Enquanto outras cidades estão fechando cinemas e teatros, recentemente abrimos um equipamento importante, que é a Sala Nelson Pereira dos Santos. Por isso mesmo, é um orgulho ver o resultado desse edital. Os projetos selecionados estão distribuídos por todo o território de Niterói. E um dos nossos desafios é exatamente levar a cultura para toda a cidade. Eu e o secretário Leonardo Giordano estamos empenhados em preparar novos equipamentos na Zona Norte, para que toda a produção cultural da cidade esteja distribuída da forma mais democrática possível”, destacou o prefeito.


O secretário das Culturas de Niterói, Leonardo Giordano, antecipou que novos editais estão previstos. Ele lembrou que artistas, produtores, técnicos, diversos trabalhadores e espaços culturais tiveram suas atividades suspensas por conta da pandemia do coronavírus.


“Temos muito orgulho do resultado deste edital. Esses investimentos em cultura são uma decisão estratégica da Prefeitura de Niterói pensando em toda a cadeia produtiva do setor. Estamos animados com esses projetos, pensando também no importante impacto que eles terão na população de Niterói, especialmente em um momento tão difícil como o que passamos com a pandemia”, disse o secretário.


O presidente da Fundação de Arte de Niterói (FAN), Marcos Sabino, ressaltou a importância de se reunir pessoas representativas da cultura da cidade empenhadas em projetos para manter o setor ativo mesmo durante o período da pandemia.


“É um ano complicado, mas todos seguimos trabalhando com muito empenho e dedicação para fazer o melhor para o nosso município. Contem todos com a nossa equipe da FAN, e tenham certeza de que muitas outras coisas boas virão”.


Os projetos foram selecionados por uma banca de especialistas de fora da cidade, para evitar o envolvimento dos julgadores com os candidatos e assegurar transparência no processo. Além disso, o sistema disponibilizado pela Secretaria de Planejamento permitiu que os órgãos de controle acompanhassem todas as etapas da seleção. Os projetos classificados que não foram selecionados vão compor a lista de suplentes.


Um dos selecionados, José Geraldo Demézio, coordenador geral da Oficina Social de Teatro e da Oficina Social de Produções Artísticas, falou um pouco sobre o projeto que será desenvolvido com os recursos proporcionados pelo edital.


“Nós vamos homenagear a atriz, diretora e professora de teatro Erika Ferreira, que morreu em março de 2020, vítima da Covid-19. Ela foi colaboradora da Oficina Social de Teatro por dez anos, e terá sua história contada através de um documentário ficcional com a participação de três mulheres negras que foram alunas da instituição e hoje trabalham com cultura em Niterói”, explicou.


Para Sonia Ferreira, representante do bloco carnavalesco Data Venia Doutor, formado por advogados, e que foi selecionado com o projeto “Ritmo & Samba - uma homenagem a João Belém”, lembrou que três escolas de samba da cidade foram contempladas no edital.


“Isso é muito representativo para o samba e para o carnaval de Niterói. É um privilégio participar desse edital de retomada e ver que há um novo ciclo de projetos da área cultural voltados para as escolas de samba, fazendo com que a cadeia produtiva do setor permaneça potente durante todo o ano”.


Para acessar o resultado, com a lista dos projetos selecionados, basta entrar no portal da SMC, no endereço http://culturaniteroi.com.br/chamadas/. Em caso de dúvidas, entrar em contato através do e-mail retomadaculturalniteroi@gmail.com.


Próximos editais


A Prefeitura de Niterói já anunciou cinco novos editais, que serão lançados em breve e vão destinar R$ 1,1 milhão ao setor. Serão quatro chamadas públicas: para projetos inéditos de pessoas físicas, para consultorias especializadas, que darão apoio aos selecionados, para iniciativas já existentes e para aquisição de conteúdos produzidos por artistas de Niterói. Os investimentos fazem parte do Plano de Ações Emergenciais - Cultura é um Direito, desenvolvido pela Prefeitura de Niterói, por meio da Secretaria Municipal das Culturas (SMC). A expectativa é que mais de mil trabalhadores de cultura da cidade sejam contemplados por esses editais.


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da prefeitura.

300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif