Estátuas de Paulo Gustavo são inauguradas em Niterói


Com a presença dos moradores — que compareceram para prestigiar a data e a ocasião — o prefeito de Niterói, Axel Grael, ao lado da esposa Christa, do vice Paulo Bagueira e do ex-prefeito Rodrigo Neves, inaugurou nesta segunda (22/11), aniversário de 448 anos da cidade, as duas estátuas em homenagem ao ator Paulo Gustavo, no Campo de São Bento, em Icaraí. Uma delas é réplica do ator, e a outra, da personagem Dona Hermínia, da trilogia "Minha mãe é uma peça".

Foto: Luciana Carneiro / Prefeitura de Niterói

As obras têm a marca da acessibilidade e são o primeiro monumento sensorizado do Brasil. Os portadores de deficiência visual poderão, ao acessarem o QR code, ouvir as informações sobre as estátuas pela audiodescrição enquanto tocam o monumento.


A mãe do comediante, Dona Déa Lúcia, fonte inspiradora na construção de Dona Hermínia, também esteve presente, juntamente com Thales Bretas, marido de Paulo Gustavo. Com dificuldade para caminhar, ela compareceu ao evento em cadeira de rodas. Muito emocionada com as estátuas, que ainda não tinha visto, disse que o filho amava Niterói e que fez questão de ambientar os seus filmes na cidade onde nasceu.

Dona Déa / Reprodução

“As estátuas estão lindas. Maravilhosas. São muitas homenagens em Niterói. Me lembro quando ele foi fazer o primeiro filme, havia milhões de locações em outros lugares e ele falou: 'Não, eu vou fazer em Niterói'. É muita emoção. A placa da rua, agora as estátuas no Campo de São Bento. Às vezes eu não acredito que isso esteja acontecendo”, contou.


Déa Lúcia disse que vai escrever e gravar para os netos a história de Paulo Gustavo.


“Vou falar de toda essa relação de Niterói com o pai deles. É um caso de amor. Vou contar a importância do pai, tudo que ele fez, tudo que eu fiz para o pai ser o homem que ele era. Vou explicar pra eles por que dona Hermínia está na estátua. Só tenho a agradecer a Niterói por esse carinho”, disse Déa Lúcia.


O médico dermatologista Thales Bretas, marido de Paulo Gustavo, declarou que aprendeu muito com o amor do ator por Niterói. Ele enfatizou que a homenagem é muito bonita e simbólica. “


O Paulo tinha um amor muito especial por Niterói. Ele era um defensor da cidade natal. Nossa história passa muito por Niterói. Esse amor agora foi eternizado. Tanto nos filmes dele, que retratam o orgulho que ele tinha da cidade, quanto agora com as estátuas aqui no Campo de São Bento”, disse Thales Bretas.

Foto: Douglas Macedo / Prefeitura de Niterói

O prefeito Axel Grael destacou que a homenagem a Paulo Gustavo no Campo de São Bento é uma questão de justiça.


“Ser prefeito de Niterói é um sonho. Estou muito feliz de comemorar os 448 anos da nossa cidade nesse momento de mudança, de retorno da rotina das pessoas, após tantos meses de pandemia. O Paulo é um niteroiense que nos deixou de forma inesperada, mas deixou sua marca na cidade. Era um apaixonado por Niterói. Ele amou tanto esse espaço que é muito justo que ele seja eternizado nesse lugar”, afirmou Axel Grael.


Solidariedade


O ex-prefeito de Niterói e pré-candidato do PDT ao governo do estado do Rio, Rodrigo Neves, lembrou que o ator e comediante sempre prestou ajuda à população vulnerável no município.


"Paulo Gustavo ajudou a projetar Niterói com sua arte, seu sucesso e sua fama, mas também contribuiu muito de forma anônima com a população mais pobre da cidade. Por vezes me ligou durante a pandemia, perguntando como estava o atendimento às famílias mais carentes e possibilitando doações diretamente às comunidades mais necessitadas", afirmou ele.


Rodrigo também falou sobre a importância de manter viva a memória do ator, que faleceu dia 4 de maio deste ano, vítima da Covid-19, como forma de homenagem a todos os que perderam a vida na pandemia.


"Paulo Gustavo está no coração do povo niteroiense e do povo brasileiro e estas estátuas tornam sua figura ainda mais presente na vida da cidade. Paulo era um niteroiense como todos nós: apaixonado por Niterói. Esse ato também lembra todas as pessoas que infelizmente perderam a vida nesta tragédia que se tornou o coronavírus, que já vitimou mais de 600 mil brasileiros", disse Rodrigo.

Divulgação

Livro


Na ocasião também foi lançado o livro sobre o Campo de São Bento, obra que foi dedicada à Dona Déa. “Campo de São Bento – trajetórias e memórias do Parque Prefeito Ferraz” é uma publicação da Fundação de Artes de Niterói, por meio da Niterói Livros, e o lançamento aconteceu no Centro Cultural Paschoal Carlos Magno.


Dividido em quatro partes, a primeira traz um texto da historiadora Andréa Telo da Corte, intitulado ‘O Campo, a cidade e a vida – notas sobre o Campo de São Bento’, situando o parque na história de Niterói e ilustrado com imagens antigas da cidade.


A segunda, traz um infográfico do responsável pelo projeto gráfico do livro, André Barroso, e por um ensaio fotográfico de Paulinho Muniz e Leo Zulluh. 'Você está aqui' oferece ao leitor informações completas sobre a geografia do Campo de São Bento.


A terceira seção se chama ‘O Campo de São Bento como guardião da identidade de Niterói’ e remonta à história contemporânea assinada pelo jornalista e historiador Carlos Eduardo Lima, que também tem fotos e depoimentos enviados por niteroienses e forasteiros apaixonados.


A útima parte é um registro do biólogo Alexandre Moraes, biólogo e fiscal da implantação do novo paisagismo do Campo de São Bento, mostrando a revitalização do espaço entre 2018 e 2020.

Foto: Bruno Eduardo Alves

Missa


A programação no aniversário de Niterói começou pela manhã com a tradicional missa na igreja São Lourenço dos Índios, celebrada pelo Arcebispo Emérito da cidade, Dom Frei Alano Maria Pena. O prefeito Axel Grael compareceu à missa e destacou a importância de Niterói comemorar o aniversário em um local de tamanha importância histórica.


“A cidade começou aqui onde estamos, na Igreja de São Lourenço dos Índios. Foi a partir deste local que construímos uma cidade linda, conhecida internacionalmente pela sua arquitetura, pelos prédios históricos, pelo seu povo e pelas conquistas esportivas. Estamos aqui na igreja renovando o nosso compromisso com a cidade e com a nossa missão de fazer com que Niterói avance cada vez mais no caminho da sustentabilidade e, acima de tudo, no caminho da justiça social", afirmou o prefeito.

Praça Enéas de Castro / Foto: Douglas Macedo, Prefeitura de Niterói

CD


Após a missa, as comemorações pelos 448 anos de Niterói tiveram um evento musical, no Solar do Jambeiro: o lançamento do CD e de dois videoclipes do Coral de Vozes da Companhia de Limpeza de Niterói (Clin), com direito a uma apresentação do grupo. A exibição também marcou os 30 anos da Niterói Discos e os 20 anos do Solar do Jambeiro. O CD foi produzido com nove faixas musicais, e duas foram selecionadas para os videoclipes. O prefeito Axel Grael afirmou que o Coral da Clin é um exemplo de qualidade artística.


“O Coral gravou um CD, fez dois videoclipes e é um orgulho da Clin e de seus funcionários. Vemos, através destas apresentações, a qualidade da expressão cultural e do talento que essas pessoas têm pra música. A música humaniza o trabalho e a Clin está de parabéns por incentivar esta iniciativa”, concluiu Axel Grael. O trabalho do Coral da Clin será disponibilizado ao público nas redes sociais, no Spotify e no canal da Niterói Discos no Youtube, a partir de janeiro.


Iluminação de Natal


Na noite desta segunda-feira (22), também foi inaugurada a iluminação de Natal no Horto do Fonseca, no Campo de São Bento e na Praça Enéas de Castro (Barreto).

300x250px.gif
728x90px.gif