Funcionários da limpeza discutem greve em Niterói


Foto: Divulgação/Clin

Funcionários da Companhia Municipal de Limpeza Urbana de Niterói (Clin) discutirão nesta quarta-feira (16/6) a possibilidade de paralisação e greve dos serviços. A assembleia para tratar do tema foi convocada pelo Sindicato de Trabalhadores de Asseio e Conservação (Sintacluns) e será realizada em frente à sede da prefeitura de Niterói.

O sindicato afirmou que a assembleia ocorrerá em reivindicação ao reajuste salarial referente aos anos de 2021 e 2022. A possibilidade de paralisação e greve é cogitada como forma de pressionar o prefeito da cidade, Axel Grael, a cumprir o reajuste exigido pela categoria.

O Sintacluns também declarou que o prefeito não cumpriu um acordo com os trabalhadores. Um ofício enviado pela prefeitura ao sindicato pediu em dez dias uma resposta sobre o reajuste salarial. No entanto, até o momento, nenhuma proposta foi enviada à categoria.

A Companhia de Limpeza de Niterói (Clin), através de nota, informou que "está em contato direto com o Sindicato sobre a atual situação e já encaminhou a proposta de reajuste salarial visando a celebração do Acordo Coletivo de Trabalho do ano vigente."

Ganhe_Ate_300x250px.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
Aumentou_728x90px.gif