top of page
banners dengue balde niteroi 728x90 29 2 24.jpg

Israel promete resposta ao ataque iraniano 'no tempo certo'


Israel vai criar uma coalizão regional contra a ameaça iraniana e responderá ao ataque no momento certo e da forma apropriada, declarou Benny Gantz, membro do gabinete de guerra do Estado judeu.


"Construiremos uma coalizão regional contra a ameaça iraniana e cobraremos deles [Teerã] um preço no momento e da maneira que nos convier", declarou Gantz.


O ministro sublinhou que "o incidente não acabou" e que o sistema regional de cooperação e dissuasão deve ser reforçado "agora mesmo".


Netanyahu suspende retaliação contra Irã depois de falar com Biden

O presidente dos EUA, Joe Biden, dissuadiu o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, de dar luz verde a um ataque retaliatório imediato contra o Irã, depois que este lançou cerca de 300 drones e mísseis contra Israel, informou o The New York Times.


De acordo com a mídia, vários membros do gabinete de guerra de Israel foram a favor do lançamento de um ataque retaliatório, mas a falta de danos graves causados ​​pelo Irã, bem como a conversa de Netanyahu com Biden, fizeram com que o ataque fosse cancelado, segundo o jornal norte-americano.


Os ataques em Teerã foram lançados após um suposto ataque aéreo israelense ao prédio do Consulado-Geral iraniano na capital síria, Damasco, em 1º de abril, que matou sete pessoas incluindo dois generais do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica (IRGC, na sigla em inglês).


Na madrugada de sábado (13), o Irã disparou uma onda de cerca de 300 projéteis do seu território em direção a Israel, incluindo 170 drones, 30 mísseis de cruzeiro e 120 mísseis balísticos, que acionaram as sirenes de ataque aéreo em todo o país. Os militares israelenses disseram que 99% dos projéteis foram interceptados pelos sistemas de defesa aérea que compõem a Cúpula de Ferro. Segundo o país persa, foi um ato de legítima defesa.


Muitos países condenaram o ataque do Irã a Israel e instaram as partes a exercerem contenção para evitar uma escalada no Oriente Médio.


Neste domingo (14), o Estado-Maior das Forças Armadas Iranianas encerrou a Operação Promessa Verdadeira contra Israel e anunciou que não pretende continuá-la, mas ao mesmo tempo alertou o Estado Judeu que, se tentar agir em solo iraniano ou contra Instalações iranianas na Síria ou noutro país, a próxima resposta será ainda mais contundente.


Fonte: Agência Sputnik

Comments


Chamada Sons da Rússia5.jpg
banners dengue balde niteroi 300x250 29 2 24.jpg
Divulgação venda livro darcy.png
bottom of page