Líder do tráfico em SG é morto em operação da PM


Foto: Divulgação

O traficante Leilson Ferreira Fernandes, mais conhecido como 'Pivete', foi morto durante uma operação da Polícia Militar nas comunidades da Rua da Feira, no Barro Vermelho, e Coreia, no Pita, ambas em São Gonçalo, na noite de quarta-feira (8/9). O criminoso, de 34 anos, é um dos chefes da facção Comando Vermelho (CV) na região.


A Polícia Militar informou que o 7º BPM (São Gonçalo) recebeu denúncia afirmando que o criminoso estaria escondido, junto com seus comparsas, em um imóvel na Rua Emília Maria Rodrigues. Um grande contingente de policiais foi enviado ao local para apurar a informação, prevendo eventuais ataques. Foram dois Grupamentos de Ações Táticas (GATs), Serviço Reservado (P2), além de outras duas equipes do batalhão.


No local, segundo a polícia, havia aproximadamente 20 criminosos. Eles estavam armados com fuzis e pistolas e trocaram tiros com os militares. Nenhum policial ficou ferido. Após o confronto terminar, os agentes reconheceram que um dos criminosos baleados era Pivete. O Corpo de Bombeiros foi acionado para socorrê-lo, mas ele não resistiu.


Segundo informações preliminares, foram apreendidas três fuzis e cinco pistolas na ação. Além dos seis baleados, há um preso.


Quem é Pivete


Segundo investigações da polícia, o criminoso morto nesta quarta-feira (8/9) é neto do Ilson Fernandes, o Passarinho, que integrou o controle do tráfico na Rua da Feira e também na comunidade da Coréia, no Pita. Após ser assassinado, em 2005, outros membros da família passaram a ocupar seu lugar na liderança do tráfico. Contra Pivete, existiam oito mandados de prisão em aberto pelos crimes de roubo majorado, homicídio, porte ilegal de arma de fogo e sequestre e cárcere privado.


DJ famoso está entre os mortos


Entre os mortos na ação está Jefferson Ribeiro Vieira, o DJ Jeffinho da China, conhecido pelo 'Baile da China', realizado por traficantes do 'CV' na Rua da Feira, em São Gonçalo. A polícia afirma que todos os mortos na operação eram suspeitos.


Nas redes sociais, diversas pessoas, entre elas DJs, lamentaram a morte de Jeffinho. O empresário do artista, Matheus Barra, disse que estava dormindo em casa, no Barro Vermelho, comunidade vizinha, quando recebeu a notícia de que Jeffinho estava numa festa onde tinha acontecido uma ação da polícia. Barra afirmou que não sabia da realização da festa.


"Ele vinha crescendo, estava ficando conhecido, e o pessoal das comunidades já não tinha mais como pagar o cachê dele. Não sei como ele foi parar nessa festa e nem que festa é essa. Ele deve ser sido convidado por um amigo e foi. Não foi um trabalho programado. Jeffinho tinha passado o dia no estúdio, no Barro Vermelho, gravando o novo set que ia estrear", contou Matheus.


Segundo o empresário, Jeffinho, que é o filho mais novo, morava com a mãe, Sônia, no Barro Vermelho. Ele deixa uma filha de 1 anos e 4 meses, que teve com uma namorada que vive na mesma comunidade.

Ganhe_Ate_300x250px.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
Aumentou_728x90px.gif