Missão chinesa confirma 1ª evidência de água na Lua

Uma equipe de pesquisa chinesa observou sinais de água em dados de reflectância espectral da superfície lunar obtidos pela sonda Chang'E-5, fornecendo a primeira evidência da detecção 'in situ' de água na Lua.

Reprodução

Diversas observações orbitais e medições de amostras apresentaram evidências da presença de água na Lua, contudo, nenhuma medição in situ tinha sido realizada na superfície lunar até então.


Um espectrômetro mineralógico lunar a bordo da sonda chinesa realizou medições de refletância espectral do regolito e de uma rocha, fornecendo a possibilidade de detectar água na superfície lunar.


A análise espectral quantitativa indica que o solo lunar no local de pouso da sonda chinesa possui menos de 120 ppm de água, atribuído principalmente ao vento solar.


Imagens: Academia de Ciências da China

Já a rocha, que também foi analisada, apresentou uma absorção de aproximadamente 180 ppm de água, sugerindo uma fonte adicional de água do interior lunar. Estes resultados mostram que a rocha pode ter sido proveniente de uma unidade basáltica antiga e ejetada ao local de pouso da Chang'E-5.


Sendo assim, o menor teor de água do solo, em comparação com o maior teor de água do fragmento da rocha, sugere que ocorreu a desgaseificação do depósito do manto abaixo do local de pouso da Chang'E-5.


Fonte: Sputnik Brasil

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg