Niterói é primeira a lançar site sobre Década do Oceano

Niterói é o primeiro município do Brasil a lançar um site sobre a Década do Oceano. A plataforma 'Oceano Que Queremos' entrou no ar nesta segunda-feira (9/5) e reúne iniciativas desenvolvidas na cidade e ligadas aos mares e oceanos. Desenvolvida pelo Escritório de Gestão de Projetos (EGP) da Prefeitura de Niterói, a plataforma inclui um Painel de Mapeamento das Iniciativas ligadas ao tema, já com 12 projetos cadastrados, e histórias de "Heróis do Oceano", com pessoas que contribuem para a manutenção da qualidade ambiental das praias e do oceano em Niterói.

Divulgação

A ideia é envolver, além do poder público, acadêmicos, pescadores, atletas e toda a sociedade nos estudos e reflexões sobre os oceanos. O hub faz parte da Agenda da Década da Ciência Oceânica do município e conta com informações sobre a Agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável e tudo que abrange o tema. Serão postadas notícias do município, eventos na cidade e referências sobre o tema, que podem ser acessadas via download.


Por meio do site é possível acessar as iniciativas inscritas na Agenda Municipal de Niterói a partir do Painel de Mapeamento das Iniciativas. Nele, é possível navegar pelo mapa e ter acesso às principais informações das iniciativas cadastradas. Qualquer pessoa pode inscrever a sua iniciativa e fazer parte da Agenda Municipal de Niterói. Para isso é só preencher o formulário e se cadastrar.


O prefeito de Niterói, Axel Grael, ressalta a importância de os governos locais assumirem protagonismo em agendas como a proteção dos oceanos e destaca a relação da cidade com o mar.


"Nos últimos anos, Niterói alcançou 96% de tratamento de esgoto e investimos em programas como o Enseada Limpa, que aumentou a balneabilidade da enseada de Jurujuba de 19,23%, em 2013, para 58% em 2021. É urgente que, cada vez mais, os municípios assumam seu protagonismo nas ações em defesa do Meio Ambiente e na mitigação das mudanças climáticas. A sustentabilidade pautará o futuro ou não haverá futuro", diz.


Axel Grael lembra, também, que a cidade tem tradição vinculada às atividades marítimas, aos esportes náuticos e à economia do mar.


"O oceano está dentro do nosso cotidiano, ele emoldura nossa cidade e se traduz em muitas oportunidades para o desenvolvimento sustentável de Niterói. Nossa tradição em esportes marítimos, na pesca e na indústria naval mostra a importância da preservação do oceano, imprescindível também para alavancar uma série de atividades ligadas ao turismo. Somos sede da Esquadra Brasileira, uma parte da população convive com o mar diariamente atravessando a Baía de Guanabara, a orla é usada para o lazer. Ao proteger os oceanos e todo seu ecossistema, além de preservar as espécies, estamos investindo em inclusão social, saúde e geração de empregos", enfatiza o prefeito.


Verdadeiros "pulmões" do mundo, os mares e oceanos ocupam 70% do planeta, fornecem oxigênio e regulam o clima global. Ainda assim, pouco se sabe sobre eles. Por isso, a Organização das Nações Unidas (ONU) adotou, em 2017, um esforço coordenado em todo o mundo para gerar conhecimento neste tema, promovendo bem-estar social e desenvolvimento sustentável.


A secretária do Escritório de Gestão de Projetos, Valéria Braga, explica que o estabelecimento da Década das Ciências Oceânicas pela ONU inspirou Niterói a contribuir para o tema, com uma Agenda Municipal que envolve projetos, eventos, exposições, oficinas e trabalhos acadêmicos.


"A Agenda começou com um Fórum Municipal que promoveu debates com profissionais que estudam ou trabalham com os Oceanos, e possibilitou parcerias, conhecimento e trouxe muita inspiração. A partir do Fórum foi criado um hub para a Agenda Municipal da Década do Oceano, onde todos poderão divulgar suas iniciativas ligadas aos Oceanos, em Niterói, ou que impactem o município", detalha.


Fórum


Comprometida com o tema e com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), em 2021 a Prefeitura de Niterói lançou a sua Agenda da Década da Ciência Oceânica, tendo o Fórum da Década da Ciência Oceânica como seu marco inicial da Agenda da Década do Oceano. O evento, realizado em setembro de 2021 de forma virtual, teve como objetivo trazer inspiração à cidade, de novos projetos e ações ou ainda, ampliação dos já existentes. Foi formado por soluções inovadoras de cientistas, acadêmicos, empresas, ONGs e sociedade civil que contemplem a conexão entre a ciência oceânica e o desenvolvimento da cidade


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói

Ganhe_Ate_300x250px.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
Aumentou_728x90px.gif