top of page

Oficina de abelhas conscientiza sobre preservação

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Sustentabilidade realizou, nesta terça-feira (6/6), como parte das comemorações da Semana do Meio Ambiente, uma oficina com um animal que, para muitos, pode ser sinônimo de medo e até de dor: as abelhas. No entanto, para os especialistas, as abelhas significam preservação e garantia de proliferação de alimentos. O laboratório a céu aberto foi direcionado para turmas do nono ano do Ensino Fundamental de escolas municipais de Niterói e aconteceu no Parque das Águas, no centro da cidade.

Foto: Alex Ramos / Prefeitura de Niterói

Como parte do Programa Municipal de Agroecologia Urbana de Niterói, a oficina foi ministrada pelo professor e educador ambiental Renan Pereira, especialista em abelhas nativas sem ferrão e inscrito no Cadastro de Produtor Agroecológico de Niterói da Secretaria de Meio Ambiente. O objetivo do projeto é sensibilizar para a importância da preservação das abelhas nativas, para evitar mortandade por falta de conhecimento e intervenção humana em seu habitat.


A oficina levou ensinamentos sobre a importância da polinização realizada pelas abelhas. O encontro apresentou a organização de uma colmeia de abelha nativa e mostrou que as abelhas não possuem ferrão e, por isso, não machucam e não devem ser mortas. A oficina trabalhou na sensibilização para que todos cuidem de colmeias encontradas em parques e árvores pela cidade.


“Essa oficina sensibiliza para que todos possam ensinar à família e amigos sobre a importância das abelhas. Vai ao encontro do nosso projeto de agroecologia sustentável. É importante que crianças e jovens sejam multiplicadores da ideia de que não se deve matar as abelhas pois elas fazem toda a polinização das plantas e realizam a fecundação quando levam um pólen de um lugar para outro. Dentro do nosso projeto de agroecologia, descobrimos inúmeras espécies em Niterói”, explicou Isabella Fattori, coordenadora de Agroecologia Urbana da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos.

Foto: Alex Ramos / Prefeitura de Niterói

Para o secretário de Educação e presidente da Fundação Municipal de Educação (FME), Bira Marques, o contato com os animais possibilita um aprendizado mais amplo para os estudantes sobre meio ambiente e sustentabilidade.


"Este é um momento de aprendizado. Muitas vezes, a gente valoriza o asfalto, a tecnologia. Mas é importante parar, ir ao parque, olhar, aprender, descobrir que podemos ficar perto de algumas abelhas e absorver esse conhecimento. A Semana do Meio Ambiente tem o papel de reflexão, de descoberta, de quebrar paradigmas e mudar hábitos. Esperamos que, através da Educação, a gente consiga, cada vez mais, cuidar melhor do ambiente em que vivemos. Para não só formar nossos alunos, mas fazer com que essa formação chegue aos familiares, amigos e bairros", afirmou Bira Marques.


Ao final da oficina, escolas ganharam uma caixa de abelhas sem ferrão com o propósito de disseminar o conhecimento adquirido. A prática será levada para diversas unidades educacionais de Niterói.


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói

Comments


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page