Parque Orla de Piratininga é destaque em evento de sustentabilidade

O projeto do Parque Orla de Piratininga Alfredo Sirkis (POP), da Prefeitura de Niterói, foi apresentado nesta quarta-feira (11/8) como destaque no webinar "Soluções Baseadas na Natureza, biodiversidade e cidades", do ICLEI - Governos Locais pela Sustentabilidade. O prefeito Axel Grael falou sobre a experiência da cidade na construção da iniciativa, que já é reconhecida internacionalmente. Durante o evento online, o município ainda assinou a Declaração de Edimburgo, um documento de posicionamento dos Governos Subnacionais de todo o mundo em contribuição à negociação do Novo Marco Global para a Biodiversidade Pós-2020.

Imagem: captura de tela

O Parque Orla é um projeto no entorno da Lagoa de Piratininga que tem o objetivo de proteger os ecossistemas da lagoa, além de tratar as águas de drenagem urbana e, assim, contribuir para a recuperação do Sistema Lagunar. A previsão é que todo o trabalho para a implantação do POP esteja concluído em setembro de 2022. Estão em andamento as obras de infraestrutura verde e revegetação, além de intervenções para urbanização da área, com implantação de pavimentação e drenagem, praças e ciclovias. O parque contempla a recomposição vegetal da orla da Lagoa, abrangendo uma área de mais de 150 mil metros quadrados e a implantação de cerca de 10 quilômetros de sistema cicloviário ao longo de toda a orla, além de espaços para lazer e esporte.


Em 2020, devido ao projeto do POP., o município foi citado como uma das 10 cidades brasileiras que adotam tecnologias conhecidas como Soluções Baseadas na Natureza (SBN), em uma publicação da Comunidade Europeia, “The EU-Brazil Sector Dialogue on nature – based solutions”.


No webinar desta quarta, o prefeito de Niterói, Axel Grael, pontuou que o encontro foi fundamental para dar visibilidade a experiências inovadoras e que motivam outras cidades a avançarem em soluções baseadas na natureza.


“Os investimentos em sustentabilidade são fundamentais para a sobrevivência das cidades. Niterói faz uma aposta na sustentabilidade de maneira prioritária e estratégica, sobretudo neste momento de pós-pandemia, de retomada da economia e do cotidiano. Nossa cidade tem vocação para o ecoturismo, com parques, lagoas, a Baía de Guanabara, mar aberto, diversidade geomorfológica. A recuperação das lagoas e as trilhas abrem uma série de possibilidades de renda e emprego. Os esportes praticados nas áreas verdes melhoram a qualidade de vida. O fato de termos mais da metade do território protegido é motivo de orgulho e poder ser referência nesta agenda nos impulsiona cada vez mais”, destacou.


Durante o encontro, Niterói anunciou a assinatura da Declaração de Edimburgo, sinalizando o compromisso municipal de realizar ações transformadoras para alcançar objetivos e ambições definidas no marco global de biodiversidade. A gerente de Mudança do Clima e Biodiversidade do ICLEI América do Sul, Sophia Picarelli, parabenizou a movimentação de Niterói.


“Ficamos muito felizes que Niterói faça parte desse grande pacto global, reconhecendo a importância da movimentação local para a ação planetária. Esperamos que várias cidades se inspirem no exemplo da cidade para se conectar ao marco global. Niterói nos mostra que novos caminhos para as cidades são possíveis”, disse.


A construção da Declaração, um movimento participativo chamado “processo de Edimburgo para os governos infranacionais e locais sobre o desenvolvimento do quadro mundial para a biodiversidade pós-2020”, é uma iniciativa do Governo da Escócia em parceria com diversas organizações internacionais, e buscou expressar os anseios, as contribuições, as demandas e os compromissos comuns dos governos locais de todo o mundo na adoção e implementação da agenda pós 2020.


O webinar


O encontro "Soluções Baseadas na Natureza, biodiversidade e cidades" faz parte de uma série de 4 webinars que, através do projeto Novo Acordo pela Natureza e para as Pessoas (WWF-Brasil e ICLEI América do Sul), tem como objetivo contribuir com o fortalecimento do papel dos governos locais e subnacionais na sistematização e implementação das perspectivas brasileiras para o Marco Pós-2020 da Biodiversidade.


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói

300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
728X90px (2).gif