Parque Orla Piratininga entra na segunda fase de obras


As obras do Parque Orla Piratininga (POP) Alfredo Sirkis, na Região Oceânica, entram em uma nova fase. Foi assinada nesta segunda-feira (15), pelo prefeito de Niterói, Axel Grael, a ordem de início para a segunda etapa de intervenções, que inclui toda a urbanização da área, com implantação de pavimentação e drenagem, praças e ciclovias. O parque, que está sendo implantado pela Prefeitura de Niterói, contempla a recomposição vegetal da orla da Lagoa, abrangendo uma área de mais de 150 mil metros quadrados e a implantação de cerca de 10 quilômetros de sistema cicloviário ao longo de toda a orla, além de espaços para lazer e esporte.

A primeira etapa de intervenções segue avançando, e contempla a infraestrutura verde e revegetação, segue avançando. O POP contará com píeres de contemplação e de pesca, áreas de lazer, quadra de esporte, brinquedos e academia de ginástica. O local ainda abrigará um museu. A previsão é que todo o trabalho esteja concluído em setembro de 2022.

Um dos diferenciais do parque é a implantação de um sistema de gestão de águas pluviais composto por bacias de sedimentação, jardins filtrantes, jardins de chuva e biovaletas para a captação e tratamento das águas provenientes dos rios e da rede de drenagem das principais bacias contribuintes à Lagoa de Piratininga.

“É gratificante ver esse projeto saindo do papel, contribuindo com soluções inovadoras e sustentáveis para a recuperação do sistema lagunar. O POP será um passo fundamental para a despoluição da lagoa”, afirmou Axel Grael. De acordo com o prefeito, com este projeto vai ser possível restabelecer novo equilíbrio ecológico no entorno da Lagoa, a abertura de espaços multifuncionais com equipamentos de lazer para a população, áreas de contemplação e de aproximação da população com a Lagoa de Piratininga, além de intensificarmos questões voltadas para a educação ambiental e ecoturismo.

O projeto do POP foi dividido em nove trechos de acordo com as características de cada local. No momento, as intervenções acontecem no trecho 1, que se estende do fim da Avenida Francisco Gabriel de Souza Lôbo, próximo à área de pouso de parapente no Cafubá, até a Ponte do Canal de Camboatá, próximo à entrada de Camboinhas. Agora estão sendo executadas as obras de infraestrutura verde, com bacias de sedimentação e jardins filtrantes que irão captar e tratar as águas dos rios Cafubá, Arrozal e Jacaré. Estas obras estão localizadas nos trechos 1, com o sistema de alagados construídos do rio Arrozal e do rio Jacaré, e 9, com sistemas de alagados construídos do rio Cafubá.

Com o início da segunda parte da obra, o trecho 1 receberá também infraestrutura cicloviária, urbanização da pista de pouso de parapente, jardim sensorial, área de estar com bancos e mesas, paraciclos, área de ginástica, mirante, píer de contemplação, quadra de esportes, pista de skate, brinquedos infantis, píer de pesca e churrasqueira. O trecho 2, que se estende do Canal de Camboatá até a Rua Doutor Valdemar Vanderlei, e o trecho 3, da Rua Doutor Valdemar Vanderlei até a Rua Doutor Ernâni Luís da Cunha ganharão infraestrutura cicloviária, área de estar, churrasqueira, paraciclos, píer de contemplação, banheiros e quadra de esporte. Haverá ainda um parcão, que é um espaço destinado para pets, e estacionamento.

O trecho 4, que compreende a área entre a Rua Doutor Ernâni Luís da Cunha até a ponte de acesso ao bairro Jardim Imbuí, terá como destaque o Museu de Piratininga. Situado às margens da lagoa, no local do antigo Iate Clube de Piratininga, terá aproximadamente 1500 metros quadrados de área construída.

O trecho 5 do POP faz a ligação da Lagoa de Piratininga com a Prainha de Piratininga. Já o trecho 6 se estende da ponte de acesso ao bairro Jardim Imbuí até a Rua Augusto Rush, contemplando também a Ilha do Tibau. O trecho 7 parte da Rua Augusto Rush até o fim do Jardim Imbuí e o 8 engloba toda a área de abrangência da Rua Estrela, antiga Rua 100. O trecho 9 vai da Rua Estrela até a Avenida Francisco Gabriel de Souza Lôbo.

Nestas áreas, o passeio público ganha espaço com praças, áreas de convivência, churrasqueira, equipamentos de ginástica, brinquedos, mirante, píer de pesca, além de infraestrutura cicloviária. Terá ainda um campo de futebol e quadra de esportes no trecho 6 e 4 e marcos visuais do Parque nos principais acessos.

Sustentabilidade – O projeto do POP permitiu que Niterói fosse citado em um relatório internacional como uma das 10 cidades brasileiras que adotam tecnologias conhecidas como Soluções Baseadas na Natureza (SBN), em uma publicação da Comunidade Europeia, The EU-Brazil Sector Dialogue on nature - based solutions.

Este será o maior parque deste tipo no Brasil e foi estruturado pelo Consórcio de empresas que ganharam a concorrência internacional, três brasileiras, uma da Holanda e outra da França, que desenvolveram projetos de parques sustentáveis na Europa e em outros locais do mundo. Eles estruturaram com a equipe do PRO Sustentável, um projeto inovador que vai transformar completamente essa região e, sobretudo, ajudar na recuperação das lagoas.

1/3
300x250px - para veicular a partir do di

 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

Leia também: