top of page
banners dengue balde niteroi 728x90 29 2 24.jpg

SG: mais trabalho e salários congelados para professores

por Edu Gomes

Câmara aprovou a mudança do Plano de Cargos e Salários dos professores em São Gonçalo. Foto: Reprodução

Foi aprovado pela Câmara Municipal de São Gonçalo, na noite de terça-feira (14), o novo Plano de Cargos e Salários dos profissionais de educação do município, proposto pelo prefeito da cidade, Nelson Ruas. O plano anterior, que vinha sendo executado, era considerado um direito conquistado pelos educadores que atuam no município. Entre os efeitos do novo plano estão o aumento da carga horária e o congelamento de salários até o nivelamento das remunerações.


Professores manifestaram nas galerias da Câmara, demonstrando insatisfação contra o projeto que foi votado pelos vereadores. Além da mudança no plano anterior, foi também votado o abono do FUNDEB, direito dos profissionais de educação, cujo valor ficou abaixo do esperado. De acordo com a proposta da prefeitura, o abono será pago em quatro parcelas de apenas R$ 600,00.


Para surpresa de todos, o "pacote de maldades", como classificado pelos profissionais da educação, foi aprovado com 23 votos favoráveis, tendo apenas quatro votos contrários dos parlamentares. Zilmar Agostinho, professor de Geografia da rede, classificou a mudança como um retrocesso:


"Representa um grande retrocesso, pois, em primeiro lugar, não houve qualquer discussão com a categoria. Em segundo lugar, há a retirada de direitos que estavam contemplados pelo plano anterior que foi uma conquista da classe. Por fim, esse novo plano desestimula o professor a se qualificar porque terá que passar por uma comissão de seleção para alcançar uma promoção de nível que mesmo assim não estará garantida."

Segundo o Sindicato dos Servidores Públicos Efetivos de São Gonçalo (Sindspef-SG) os pontos mais danosos à categoria presentes no novo plano são o fim do triênio; o aumento da carga horária semanal; a rigidez para a progressão de nível (enquadramento); a legitimidade para contratados na área da educação; a criação do VPNI e o congelamento dos salários até todos se igualarem.


Novas manifestações estão sendo organizadas pelos profissionais de educação da cidade no dia de hoje (15), visando levar o caso ao Ministério Público.

תגובות


Chamada Sons da Rússia5.jpg
banners dengue balde niteroi 300x250 29 2 24.jpg
Divulgação venda livro darcy.png
bottom of page