Semana do Meio Ambiente em Niterói terá evento virtual


A Semana do Meio Ambiente em Niterói será um período de debates sobre as conquistas e desafios da cidade na área ambiental e climática. Uma série de atividades foram programadas pela prefeitura entre os dias 31 de maio e 6 de junho: palestras, mesas-redondas, exibição de documentários, distribuição de mudas, atividades esportivas, feira virtual de adoção de animais e o lançamento, no dia 1º de junho, do Fórum Municipal de Mudanças Climáticas, vinculado à Secretaria do Clima, que atuará como órgão consultivo na implementação de ações de combate às emissões de carbono.

Recomposição da vegetação de restinga em Camboinhas / Prefeitura de Niterói

O tema central esse ano será a 'Recuperação de Áreas Degradadas'. O evento é coordenado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Sustentabilidade (SMARHS), e em função da pandemia toda a programação será transmitida online pelas redes sociais da prefeitura.

O município vem se destacando por desenvolver programas de restauração ambiental em seus parques e praias. Também é o primeiro do país a criar uma Secretaria do Clima. Essas iniciativas serão amplamente debatidas entre diversos órgãos da prefeitura, representantes da sociedade civil, de organizações não governamentais e da iniciativa privada.


Menos 10 milhões de litros de esgoto nas lagoas


No evento de abertura da Semana do Meio Ambiente, no dia 31/5, será assinado um convênio entre a Secretaria de Meio Ambiente e a concessionária Águas de Niterói, que contempla a ligação gratuita de cerca de 500 residências que não estão conectadas à rede esgoto do município. Os moradores dessas casas, localizadas em áreas que têm influência no sistema lagunar de Niterói, são famílias beneficiárias do Cadastro Único e que se encontram em situação de vulnerabilidade social.


O trabalho será iniciado com a identificação das residências que não estão ligadas à rede. A partir daí, será implantada a ligação e as famílias contempladas não precisarão pagar pela obra de integração ao sistema. Os donos dessas residências também serão incluídos na tarifa social de água e esgoto.

Lagoas da Região Oceânica / Divulgação

A meta da Secretaria de Meio Ambiente é que, após a implantação da regularização de todas as ligações, 10 milhões de litros de esgoto deixem de ser despejados mensalmente nas lagoas de Piratininga e Itaipu.


Esta iniciativa será um braço social do programa Ligado na Rede, desenvolvido pela secretaria e a concessionária. Este ano, aproximadamente 800 vistorias já foram realizadas em residências na Região Oceânica de Niterói.


Coleta e reciclagem de guimbas


No dia 3 de junho, será instalado um coletor na área externa da Prefeitura de Niterói para que fumantes depositem as guimbas de cigarros. A ação marcará o início do programa inédito no município de coleta e reciclagem deste tipo de resíduo. A iniciativa é uma parceria da Secretaria de Meio Ambiente e a Poiato Recicla, primeira usina de reciclagem de resíduos de cigarro do Brasil.


A meta da Secretaria de Meio Ambiente é instalar outros coletores nas praias, praças e parques de Niterói, como o Campo de São Bento, Parque da Cidade, Parque das Águas, entre outros. As bitucas de cigarro são recolhidas pela própria empresa e recicladas, evitando danos ao meio ambiente.


Localizada no interior de São Paulo, a Poiato atua em 78 cidades brasileiras. Possui 4 mil pontos de descarte e já recolheu e reciclou 75 milhões de guimbas de cigarro.


Confira a programação da Semana do Meio Ambiente 2021:


Dia 31 de maio (segunda-feira)


- 13h às 14:30h - Painel de abertura – Tema: Projetos, diretrizes e futuro: a importância da recuperação de áreas degradadas para o bioma


Prefeito Axel Grael; Rafael Robertson (secretário de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Sustentabilidade); Felipe Turon (Presidente da Águas de Niterói);

Leandro Portugal (Vereador e presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara de Niterói).


- 14:30 às 17h - Palestras


Apresentação do Inventário Faunístico do programa Enseada Limpa – Luize Ferraro, Diretora de projetos da Secretaria de Meio Ambiente Recursos Hídricos e

sustentabilidade.


Apresentação das iniciativas de Niterói para receber o certificado internacional de sustentabilidade Bandeira Azul na Praia do Sossego – Augusto Cesário,

nalista e licenciamento da SMARHS

Dia 1º de junho (terça-feira)


Lançamento do Fórum Municipal de Mudanças Climáticas


Organizado pela Secretaria Municipal do Clima, o evento marca a criação da instância de caráter consultivo, que tem o objetivo de conscientizar e

mobilizar a sociedade niteroiense para discutir os problemas decorrentes das mudanças do clima e promover o desenvolvimento sustentável.

Inscrições e programação completa no site: http://forumdoclimaniteroi.com.br/


Dia 2 de junho (quarta-feira)


- 13h às 17h - Mesa redonda: Sustentabilidade Social


Mediação: Rafael Robertson (secretário municipal de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Sustentabilidade)


Convidados: Dayse Monassa (secretária municipal de Conservação e Serviços Públicos); Jennifer Lynn Bastiani (Secretária de Acessibilidade); Fabiana Barros (Diretora de Áreas Verdes da SMARHS); Valéria Braga (secretária do Escritório Geral de Projetos / EGP); Lélia Lomardo (engenheira ambiental da Clin)

- 15h às 16h - Palestras


Apresentação do projeto Restauração Ecológica e Inclusão Social – como Niterói está restaurando 203 hectares de restinga, mangue e Mata Atlântica – Allan

Cruz (subsecretário de Sustentabilidade)


Apresentação do programa EcoSocial – Anderson Pipico (secretário municipal de Participação Social)


- 16h às 17h30 - Mesa redonda: Sociedade civil e recuperação social


Mediação: Márcia Demézio (assessora de imprensa da SMARHS)


Convidados: representantes do Instituto Agroecológico de Niterói (IAN), dos projetos Aruanã e Vou de Canoa e da cervejaria Masterpiece.


3 de junho (quinta-feira) e 4 de junho (sexta-feira)


Lançamento de programas e projetos da SMARHS


4 de junho (sexta-feira)


Mini Documentário - A ponte de pedra e caminhos de pé de moleque - Vídeo sobre a descoberta e recuperação da ponte de pedra pelos voluntários do Parnit.


5 de junho (sábado)


Distribuição de mudas em diversos pontos da cidade


Evento no Parque das Águas:


9h às 9h20 - Abertura do evento com a coordenadora do parque, Marilene Oliveira, secretário de Meio Ambiente, Rafael Robertson, e a equipe de RSA da MP

Construtora


9h20 às 10h - Palestra com a bióloga Heloisa Osanai sobre “Restauração de Ecossistemas”


10h às 10h30 – Atividade prática de Educação Ambiental com o objetivo de revitalizar o jardim sensorial


10h30 às 11h –palestra da Comissão de Terceiro setor da OAB com o tema Sustentabilidade e Terceiro Setor: caminhos possíveis no contexto pós-pandêmico


11h – Coffee break


11h às 11h30 - Oficinas com o IBG sobre compostagem, mudas de suculentas e minhocário; exposição de animais taxidermizados, sabão ecológico, entrega de

mudas e brindes


11h30 às 12h – Encerramento do evento com palestra de Dircilene Gonçalves Nunes sobre agricultura orgânica


6 de junho (domingo)


10h - Feira virtual de adoção de cães e gatos


Mini Documentário - O plantio de 2.750 mudas de 25 espécies da Mata Atlântica, em área de 11 mil metros quadrados no Horto do Fonseca.


*Com informações da Coordenadoria de Comunicação da Prefeitura de Niterói

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif