Brasil tem quase 70% das mortes por covid-19 da América do Sul


Países com maior incidência de óbitos nos últimos sete dias. Brasil está entre os que vêm logo abaixo dos EUA (OMS)

O número de mortes no Brasil causadas pela covid-19 representa quase 70% de todos os óbitos registrados na América do Sul, de acordo com o último boletim divulgado pela Organização Mundial da Saúde. Os números absolutos referem-se ainda a dados divulgados na sexta-feira (15), mas totalizam 19.080 vítimas fatais no continente, das quais o Brasil respondia naquele dia por 13.148 (69%) falecimentos - há divergências em relação ao relatório do dia do Ministério da Saúde do Brasil, em razão de atrasos no fluxo das informações para a OMS.

No total do número de casos, a dolorosa supremacia brasileira é um pouco menor, mas ainda assim representa mais da metade: 52,81% (188.974 de um total de 358.515 notificações). Países com nível de desenvolvimento econômico bem inferior ao Brasil apresentam resultados extremamente menores.

O Paraguai, por exemplo, que não permitiu a reabertura da fronteira com o Brasil, foram registrados 754 casos e apenas 11 mortos. A Venezuela, que enfrenta há anos um bloqueio econômico imposto pelos Estados Unidos, com graves consequências para as finanças do país, o número de casos até agora é de 719 pessoas infectadas, com 19 óbitos.

Densidade de novos casos nos últimos sete dias (OMS)

Veja, país a país, em ordem decrescente, o desenvolvimento da epidemia na América do Sul por número de casos e de mortes (entre parêntesis): Brasil: 188.974 (13.149); Peru: 76.306 (2.169); Chile: 37.040 (368); Equador: 30.502 (2.338); Colômbia: 12.930 (509); Argentina: 6.973 (345); Bolívia: 3.148 (142); Paraguai: 745 (11); Uruguai: 719 (19); Venezuela: 719 (19); Guiana: 440 (10); e Suriname: 10 (1).


Américas superam Europa

Nesta sexta-feira (15), a Organização Mundial da Saúde registrou também que o continente americano superou o europeu em número de casos confirmados, passando a ser a região do mundo mais infestada pela covid-19. As Américas somam 1.864.468 casos - 38.173 a mais do que na Europa, com 1.826.295.

Em número de mortes, porém, a Europa ainda supera as Américas em mais de 50 mil casos. São 111.934 óbitos no continente americano e 163.277 falecimentos no europeu. Os Estados Unidos representam hoje o epicentro da pandemia, com 1.361.522 casos confirmados e 82.199 mortes devido ao coronavírus.

Em número de casos, os Estados Unidos tem 73% de todas as notificações nas Américas, enquanto o Brasil, em segundo lugar, responde por 10%. No entanto, excetuando os norte-americanos, o Brasil, com 188.974 notificações, passa a ficar com uma fatia de 37,57% dos casos.


1/3
300x250px - para veicular a partir do di

 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

Leia também: