Facebook e Instagram bloqueiam perfis de deputado preso


(Reprodução)

Os perfis do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) nas redes sociais Facebook e Instagram não estão mais disponíveis. Nesta sexta-feira (19), a página do deputado no Instagram diz "perfil restrito", enquanto o link para o Facebook mostra a mensagem "esta página não está disponível". O bloqueio aconteceu por ordem do ministro Alexandre de Moraes, do STF, e vale para todas as redes sociais do deputado preso. Após o Facebook e o Instagram, o Twitter também suspendeu a conta do bolsonarista.

Silveira foi preso na noite de terça-feira (16) após a publicação de vídeo em que ofende e ameaça o Supremo Tribunal Federal e seus ministros, além de invocar o AI-5 (ato institucional que decretou a ditadura no Brasil) como forma de fechamento da Suprema Corte. O parlamentar - ex-solado expulso da Polícia Militar do Rio de Janeiro um mês antes de ser eleito para a Câmara Federal -, além de xingar ministros de "filho da puta", disse desejar que o ministro Edson Fachin levasse uma "surra". Silveira já vinha sendo investigado no STF por suspeita de financiar atos antidemocráticos e publicações de fakenews.

Celulares na cadeia

Nesta quinta-feira (18), policiais federais encontraram dois celulares escondidos em uma bolsa, onde o deputado guardava suas roupas enquanto esteve preso na PF. Os aparelhos foram achados durante uma vistoria na sala onde ele estava, antes de ser transferido para a carceragem do Batalhão Especial da Polícia Militar do Rio de Janeiro. A apreensão dos celulares, feita no momento que o deputado havia sido levado para a audiência de custódia do STF, que confirmou sua prisão, gerou um novo inquérito contra ele.

Os agentes investigam a hipótese de que alguma visita tenha levado os aparelhos na manhã de quinta, já que foram encontrados no início da tarde.

Nesta sexta-feira (19), a Câmara dos Deputados terá uma sessão deliberativa para tratar da apreciação da prisão cautelar determinada pelo STF.

1/3
300x250px - para veicular a partir do di

 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

Leia também: