728x90_2.gif

Acusado de estuprar filha adotiva de 11 anos é preso


Foto: Divulgação

Policiais civis da Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (DCAV), dando continuidade à Operação Proteção à Infância, prenderam, neste domingo (28/2), um homem acusado de estuprar a filha adotiva, entre os 9 e 11 anos de idade. Ele foi capturado no município de Petrópolis, Região Serrana, após ações de inteligência e monitoramento.


De acordo com os agentes, os abusos aconteceram na própria casa. O padrasto esperava a esposa dormir e chamava a menor, na época com 9 anos, para assistir vídeos pornográficos que ficavam armazenados no celular dele. Durante a exibição dos filmes, a menina tinha que reproduzir as cenas com o pai adotivo. Os abusos aconteceram por pelo menos dois anos, sob ameaças de morte à vítima e familiares.


Ainda segundo os policiais, o crime foi descoberto quando a menina foi morar com o pai biológico, no município de Cabo Frio, na Região dos Lagos, que questionou a criança sobre o seu modo reservado de agir. Foi quando ela relatou os abusos que sofreu no período que residiu com o padrasto. O pai da vítima decidiu levá-la a uma delegacia e registrou a ocorrência.


A Operação Proteção à Infância tem como objetivo capturar autores de abusos contra crianças e adolescentes. A ação foi desencadeada pela DCAV em dezembro do ano passado e já prendeu nove criminosos.

1/3
BANNER_ESTATICO_300X250_v2-01.jpg